filmes

Dica de Filme - Like Crazy

17:25

Nessas semanas que passaram assisti diversos filmes que estavam há um tempão na lista para assistir e nunca me sobrava tempo para vê-los, então aproveitando o tempo que me sobra agora por conta de ter concluído a faculdade, assisti muitos e resolvi dividir com vocês, afinal essa é a ideia por aqui, explorar e compartilhar! E para começar escolhi um já mais antigo (teremos logo mais de filmes que estão no cinema também!), que acabou se tornando um dos meus queridinhos pela delicadeza e simplicidade.


Like Crazy é um filme estadunidense de produção independente dirigido por Drake Doromus. Onde conta a história de Jacob e Anna, que se conhecem em uma universidade em Los Angeles, onda Anna está fazendo um intercambio, e depois que ela toma a iniciativa de algum contato entre eles, acabam se apaixonando e vivendo um romance daqueles, delicado, puro, intenso e muito verdadeiro, mas repleto da simplicidade de gestos e momentos que transbordam amor, como quando Jacob presenteia Anna com uma cadeira.


O único detalhe sórdido que para mim faz a delicadeza do filme ainda melhor e que foge daquele velho clichê de felizes para sempre, é que Anna é britânica e seu visto vence, e ao invés de retornar ao seu país natal, ela resolve passar por cima das regras e passar o verão nos EUA com Jacob, e por conta disso acaba por ser banida do país e não consegue mais retornar, e é ai que a relação dos dois é colocada a prova, pela distância. Vocês provavelmente devem estar pensando, “então porque Jacob não vai para a Inglaterra?” Porque Anna simplesmente não acha justo Jacob ter que largar tudo o que conquistou e estava conquistando como seu próprio ateliê para ir atrás dela.




Anna fica muito tempo esperando o bendito visto para voltar aos EUA, mas como sabemos esse tipo de coisa não é lá muito fácil assim. Então Jacob vai para a Inglaterra, atrás dela. Muitas outras coisas acontecem antes e depois disso, só não quero continuar falando se não vou acabar contando o final e dando spoilers, mas posso dizer que eles seguem a vida, se dedicam à suas vidas profissionais, conhecem outras pessoas e tentam ser felizes. Ainda que o contato nunca tenha acabado e eles sempre, de algum jeito, alimentaram o que sentiam um pelo outro, a sensação que fica, após o novo encontro é que eles já não eram mais os mesmos que se apaixonaram na faculdade e que as coisas têm seu lugar e hora para acontecer e, em muitos casos, validade.


O que mais me encantou nesse filme, é a realidade, o que torna mais fácil se identificar com ele. A história não é aquela cheia de clichês que sempre vimos em romances, mas sim uma história real que poderia acontecer com qualquer um, aliás, tenho para mim que isso já pode ter acontecidos com algumas pessoas nesse mundão a fora. Duas pessoas que se conhecem, se apaixonam, a emoção gritando, a razão falando mais alto em meio às lembranças, se separam por alguma circunstância da vida, choros e ligações e ainda sim aquele sentimento forte mesmo enquanto cada um tocava sua vida. É um filme cheio de emoções e que dá para refletir um pouco, mas o que é mais bonito de se ver no filme é o amor, e como ele está bem expressado. Espero que gostem!

textos

olá!

15:57

Oi. De novo. E oi, de novo. Só para variar desisti de mais um blog por um tempo, não era exatamente o que eu estava buscando para mim no momento, então enquanto isso ele vai ficar lá, desativado, junto com todos os outros, esperando um dia eu voltar.

Resolvi então tentar algo novo, até numa plataforma que estou mais acostumada, que com o tempo vou melhorando aos poucos. Nesse não será nada demais, só aquela coisa de sempre de escrever, desabafar e compartilhar o pouco que sei, aprendo  e descubro a cada dia e que seja assim com as confissões, lutas, ganhos, livros, músicas, lugares, artes e aprendizados de cada dia, mas que acima de tudo me ajude achar meu verdadeiro eu e a melhorar a cada dia, crescer mais. Quando eu quiser e na frequência que eu estiver disposta. Melhor assim. E comentários são sempre bem vindos, desde que sejam construtivos. Até logo.


Like us on Facebook

Instagram